CONTRA OS ABUSOS DO PODER VENHAM DONDE VIEREM
Segunda-feira, 8 de Outubro de 2012
Está-se mesmo a ver...

 

 

 Até tem paragem de autocarro coberta!

         

          Há dias estive no Porto Santo e dei uma volta pela ilha. Qual não foi o meu espanto, junto ao belíssimo campo de golfe, deparei com uns arruamentos de luxo, com todo o aspecto de terem sido recentemente inaugurados. Nada faltava: largos passeios, pavimentos “à maneira”, ciclovia, sinalização horizontar e vertical, plantas ornamentais, iluminação (à noite é um espectáculo), bocas de incêndio, adufas do saneamento, transformadores para fornecimento de energia, bocas de incêndio. Enfim, tudo aquilo com que se possa sonhar numa zona habitacional de primeiríssima qualidade. E tudo a ocupar uma área considerável.

          Porém, como não há bela sem senão, algo me pareceu estranho e comecei a duvidar se estaria a ver bem. Limpei as lentes dos óculos, coloquei a mão a fazer de pala, olhei a toda a roda, mas nada. Nem uma só habitação à vista. Nem tão pouco sinais de construção, um simples tijolo, um monte de areia, um barrote esquecido.

          Fiquei intrigado. Será que a crise não chegou, nem vai chegar, à nossa tão querida ilha dourada?

          Chegado ao hotel, fui consultar o portal da Sociedade de Desenvolvimento de Porto Santo e, numa notícia datada de 28 de Agosto do ano passado, que a seguir se transcreve na íntegra, fiquei completamente esclarecido:

 

Em três dias, a Sociedade de Desenvolvimento do Porto Santo já tem em fase de contrato de promessa 12 lotes do aldeamento turístico do Campo de Golfe do Porto Santo. O projecto foi apresentado na passada terça-feira e é constituído, nesta primeira fase, por oitenta lotes. Mais de metade dos investidores são continentais.

 

O aldeamento turístico do Campo de Golfe do Porto Santo, um investimento da Vice-Presidência do Governo Regional, através da Sociedade de Desenvolvimento do Porto Santo, já atrai investidores.

 

Em três dias, a SDPS negociou doze dos 80 lotes, disponibilizados nesta primeira fase do aldeamento.

 

Com efeito, a Sociedade de Desenvolvimento do Porto Santo, que na passada terça-feira colocou no mercado o Porto Santo Golf Resort, já tem em fase de contrato promessa 12 lotes do total de 80 que estão à venda nesta primeira fase.

 

O preço apelativo, quando comparado com outros Resorts dentro de campos de golfe, bem como a excepcional qualidade da urbanização, tem sido a razão para o enorme interesse que este projecto está a suscitar.

 

Mais de metade dos compradores, são continentais, o que demonstra o grande interesse de investidores nacionais e de golfistas que, tendo descoberto o nosso excelente campo de golfe, pretendem agora construir a sua moradia no Porto Santo Golf Resort.

 

Acrescente-se que a Sociedade de Desenvolvimento do Porto Santo celebrou já contratos de mediação imobiliária, não exclusivos, na Região, pretendendo ainda colocar este produto em imobiliárias do continente português e em Londres, com o apoio de um banco nacional.

 

Recorde-se que as obras das infra-estruturas, já adjudicadas, iniciam-se no mês de Setembro, contemplando a execução das estradas e arruamentos do aldeamento que incluem rede de águas, esgotos, telecomunicações e electricidade, e um novo acesso ao campo de golfe a partir da Capela de São Pedro. A colocação imediata das obras no terreno é também uma segurança suplementar para os compradores que queiram iniciar rapidamente a construção das suas casas.

 

Às excelêntes condições de pagamento, junta-se a possibilidade de financiamento por um banco nacional e inclusão no custo do terreno de um Cartão Porto Santo Gold Golf e outro Porto Santo Gold Tenis que possibilitam o acesso as estas estruturas da SDPS durante um período de 5 anos, sem quaisquer custos de joia ou anuidade.

 

Recorde-se que o campo de golfe do Porto Santo foi recentemente considerado o segundo melhor campo do país e encontra-se entre os melhores 100 campos da Europa, num universo de cerca de 4.000 campos, e a desenho do mítico Seve Ballesteros tem deslumbrado todos quantos tem oportunidade de jogar neste magnífico campo.

 

A Sociedade de Desenvolvimento do Porto Santo coloca agora no mercado um produto de qualidade superior que, para além de permitir recuperar o investimento feito ao longo dos ultimos anos, vai dinamizar já a partir de setembro, toda a economia do Porto Santo, com a dinamização do tecido empresarial, construtoras, empreiteiros, sub-empreiteiros, imobiliárias e outras actividades adjacentes, criando postos de trabalho numa altura em que tanto se precisa.

 

Este projecto, orçado em cerca de 50 milhões de euros, 90 por cento dos quais são de iniciativa privada, constitui a mais importante acção de dinamização da economia Regional e em particular do Porto Santo, neste período de recessão, colocando a funcionar empresas de construção civil, pequenos empreiteiros e sub-empreiteiros desta Ilha, e outras actividades adjacentes, criando emprego para centenas de trabalhadores.

 

A comercialização das primeiras duas fases deste empreendimento, necessariamente estendidas no tempo, possibilitará um encaixe à Sociedade de Desenvolvimento do Porto Santo da ordem dos 40 milhões de euros.

 

Lembre-se que o presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, e o voce-presidente, João Cunha e Silva, estiveram presentes na cerimónia de apresentação do lançamento, que decorreu na passada terça-feira, no Campo de Golfe. Na oportunidade, Alberto João Jardim elogiou a qualidade do projecto e a iniciativa.

 

 

Comentário do deprofundis:

 

Está-se mesmo a ver...



 

 O projecto é ambicioso, não há dúvidas..



publicado por Fernando Vouga às 17:30
link do post | comentar | favorito
|

11 comentários:
De jorge figueira a 9 de Outubro de 2012 às 13:38
Logo os invejosos dos continentais a comprarem lotes! Ingenuidade de S. Exa., o Sr. Vice. Está-se mesmo a ver aquilo que nos espera. Não cumprem porque vão de armas de bagagens para o famigerado ALLGARVE. Deveria, S.Exa., ter seguido outro caminho e juntar-se àquela agência americana que, há anos, vendia talhões (seriam talões?) na LUA. Isso é que era...


De Fernando Vouga a 9 de Outubro de 2012 às 18:50
Caro Jorge


Segundo um antigo provérbio chinês, que acabei de inventar, podemos dizer que "enquanto não há buraco há esperança".
Só que, um mês depois, os aleivosos cubanos do Tribunal de Contas deitaram tudo a perder com aquela soez invenção do buraco da Madeira. 
Lá diz o velho ditado (que também acabei de inventar): " de Cuba nem bom vento nem bom orçamento". 
Caso contrário, a urbanização já estava acabada e as casas todas vendidas. Pode crer, a culpa é dos cubanos.


De Luís Alves de Fraga a 10 de Outubro de 2012 às 23:46
Meu Caro,
Será mania das grandezas ou grande "negócio" para uns quantos?


De Fernando Vouga a 11 de Outubro de 2012 às 08:51
Caro Alves de Fraga


Penso que são as duas coisas. Mas há uma terceira, os dinheiros por fora para a abastadíssima Fundação Social Democrata. Nada melhor que umas obras, por mais inúteis que sejam, para angariar uns fundos.
Na altura, Jardim sabia muito bem que havia uma tremenda dívida escondida (que seria descoberta no mês seguinte), mas continuou a sua política de espalhafato e irresponsabilidade, como se nada estivesse a acontecer na Madeira.


De jorge figueira a 11 de Outubro de 2012 às 13:32
 Meu Caro Fernando Desculpe-me a intromissão mas a grafia posterior às eleições de 2011 é: AFUNDAÇÃO SOCIAL DEMOCRATA. O corrector terá de ser regionalizado...insiste em dar erro. 


De Fernando Vouga a 11 de Outubro de 2012 às 15:46
Caro Jorge
É capaz de ter razão. A social-democracia da Madeira parece estar a afundar-se, porque abriu um rombo no casco. Mas será que os bolsos dos barões do partido (desfeito?) também estão a afundar-se? Parece-me bem que ainda flutuam...


De Anónimo a 12 de Outubro de 2012 às 09:50
Lavagem e Branqueamento de capitais mafiosos como é evidente.


De Fernando Vouga a 12 de Outubro de 2012 às 18:38
Ora bem...


De Anónimo a 14 de Outubro de 2012 às 12:56
...o Grupo Pestana e o Casino ?

Nada hä mais branco do que BRANCO !

Nem sö o OMO ou o Tide é que lavam ...


De Anónimo a 14 de Outubro de 2012 às 16:53
Se alguém me souber responder, eu gostaria de saber qual é a loja maçönica ou a célula mafiosa que protege certas pessoas ?
O problema é que quem é sério e leva uma vida limpa nunca tem acesso a negocios sujos, corrupção "entre irmãos da mesma loja" ou crimes de baixa estirpe mafiosa.
Quem é sério leva uma vida de trabalho e ainda sustenta gentinha que se faz passar por ... intelectuais !
E mais não digo porque este païs até chateia.


De Fernando Vouga a 14 de Outubro de 2012 às 20:15
Caro amigo.


De lojas maçónicas e máfias não percebo nada.
Também ando chateado...


Comentar post

gse_multipart60608.jpg Tomates.jpg Santana Lamego
pesquisar
 
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Notas recentes

Pensamento do dia

Dúvidas

Quando fala a ignorância....

Não será com mel que se a...

A nega de Temer

Lamego Monumental

A arte de distorcer

Uma questão de padrinho

Ele há cada alarve!

Culinária Gourmet

Favoritos

Deixem os amigos em paz

Para onde vais, América?

Arquivos
Tags

todas as tags

Blogs amigos
Mais sobre mim
GALERIA FOTOGRÁFICA
Xangai
Nepal
Brasil
Praga
Visitas
free web counter
blogs SAPO
subscrever feeds