CONTRA OS ABUSOS DO PODER VENHAM DONDE VIEREM
Domingo, 7 de Julho de 2013
Por falar em portas

Imagem retirada do Blogue "Quarta república" (http://quartarepublica.blogspot.pt)

 

Caros leitores

 

      Admiro a vossa paciência em visitar este meu espaço. Algo reconfortante que me é informado pelo contador de visitas. Contudo, como não há bela sem senão, fica-me na mente o travo amargo de não corresponder à vossa simpatia, escrevinhando aqui umas linhas que convidem à meditação, de preferência, bem humorada.

      Nos tempos que correm, com a forma como é feita a política no nosso desgraçado país, já não vale a pena usar a escrita para combater o mal que nos aflige. O que por aí se anda a fazer nem sequer merece insultos, porque só á cacetada (por carência de guilhotinas) é que a situação se resolve.

      Isolado diante do computador, que não tem culpa nenhuma, só me resta congelar-me num silêncio profundo porque, se pego no cacete, descarrego a minha ira no ecrã que tenho à minha frente e lá de vão umas centenas de preciosos euros. Com a agravante de poder ser acusado de violência doméstica...

      Resumindo, falta-me aquela centelha de inspiração que me alumiou enquanto acalentei a esperança de viver em paz e dignidade os últimos dias da minha vida.

      Porém, por vezes, no meio desta miséria toda, acontece que alguém me consegue fazer sorrir, de tão boa e oportuna que é uma piada. E não resisto em colocá-la aqui para que os meus corajosos amigos partilhem comigo de um dos raros momentos agradáveis que me foram dados experimentar.

      Espero que gostem desta.



publicado por Fernando Vouga às 14:12
link do post | comentar | favorito
|

10 comentários:
De jorge figueira a 8 de Julho de 2013 às 12:38
inteiramente de acordo, ate o direito de viver em sossego aquilo que falta nos retiraram.


De Anónimo a 8 de Julho de 2013 às 18:20

... mas o que faz falta não é acordar a malta ?


De Fernando Vouga a 8 de Julho de 2013 às 21:02
Caro senhor


Julgo que se inspirou numa canção de Sérgio Godinho (salvo erro) em que dizia "O que faz falta é animar a malta".


Admitindo que os portugueses estão a dormir, talvez o seu aviso seja oportuno... 
Mas entre o cançonetista e o truculento PP há uma grande diferença. Quanto mais não seja no capachinho (mal disfarçado, diga-se em abono da verdade).


De Anónimo a 11 de Julho de 2013 às 12:24
... um capachinho também pode ser um pequeno tapete !?


De Fernando Vouga a 11 de Julho de 2013 às 15:51
Claro!


De Fernando Vouga a 8 de Julho de 2013 às 22:22
Caro Jorge


Relembrando os tempos em que andávamos a dar o coiro em África, havia em Portugal, por todo o lado, cartazes com o slogan "Honrai a Pátria que a Pátria vos contempla". 
Mas que contemplação estamos a ter!...


De jorge figueira a 9 de Julho de 2013 às 19:30
Tem toda razao contemplar contemplam, mas  apenas os negocios (deles) nao os do Estado.


De Trafalgar a 28 de Julho de 2013 às 17:16
A propósito das portas Swap-Swap ". Será que aqueles que querem arrasar a todo o custo a Ministra das Finanças, já têm alguém "em carteira" para a substituir ? Nesta situação dramática e aflitiva que o país vive, não é qualquer um ministro apanhado ao virar da esquina que reúne condições para tão sensível lugar. Terá de ser bom técnico, ser conhecedor profundo dos dossiers da Troika e estar disponível para aturar estes senhores do BCE, FMI e Comissão Europeia. Maria Luís Albuquerque tem também a vantagem de conhecer e ser bem-vinda entre os seus pares europeus o que inclui empatias e cumplicidades que facilitam sempre em negociações difíceis e apertadas. Os tempos de sobrevivência nacional que atravessamos, não se compadecem com pieguices marginais que pouco representam quando comparadas com aquilo que verdadeiramente é importante ! De qualquer maneira e para além do facto das coisas ainda estarem longe de estar esclarecidas, não me parece que haja alguém que reúna as condições que referi e talvez mais difícil ainda, que aceite tais responsabilidades numa hora destas. D. Afonso Henriques não se deixou impressionar com o facto de Geraldo, "o Sem Pavor", ser um criminoso, ladrão e mentiroso e usou-o com êxito aquando da conquista de Évora aos mouros. Simplesmente D. Afonso Henriques foi pragmático e não olhou a meios para realizar o que verdadeiramente era o interesse superior de Portugal ! Nunca vi muitos dos que agora atacam Maria Luís Albuquerque preocupados com as colossais mentiras de José Sócrates, Duarte Lima, Dias Loureiro, Armando Vara, Valentim Loureiro e outros do mesmo calibre !...Se D. Afonso Henriques tivesse a visão desta gente ainda estaríamos muito provavelmente aquém do Rio Tejo !...


De Fernando Vouga a 28 de Julho de 2013 às 22:49
Caro senhor


A questão dos SWAP é complexa e nem tudo é ilegal ou incorrecto, como muitos querem fazer crer. 
A ministra deveria falar desses produtos financeiros com a maior naturalidade e sem complexos ou preconceitos. Mas parece que aproveitou para, numa manobra de baixa política, diabolizar quem os utilizou, aparentemente para entalar o governo de Sócrates. E foi a partir daí que os socialistas atiçaram os cães.
Num abia nexexidade...


De Trafalgar a 1 de Agosto de 2013 às 18:37
E assim os xoxialistas , pelo que vejo das suas conclusões, saíram À ESPORA...


Comentar post

gse_multipart60608.jpg Tomates.jpg Santana Lamego
pesquisar
 
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
25

26
27
28
29
30


Notas recentes

Tratado de gestão de empr...

Pensamento do dia

Dúvidas

Quando fala a ignorância....

Não será com mel que se a...

A nega de Temer

Lamego Monumental

A arte de distorcer

Uma questão de padrinho

Ele há cada alarve!

Favoritos

Deixem os amigos em paz

Para onde vais, América?

Arquivos
Tags

todas as tags

Blogs amigos
Mais sobre mim
GALERIA FOTOGRÁFICA
Xangai
Nepal
Brasil
Praga
Visitas
free web counter
blogs SAPO
subscrever feeds