CONTRA OS ABUSOS DO PODER VENHAM DONDE VIEREM
Sexta-feira, 10 de Novembro de 2006
Vi com os meus olhos

 

          Circula pela Internet um texto retirado do Blog http://freedomtocopy.blogspot.com/ (onde não consigo entrar) no qual se fazem acusações de plágio ao jornalista Miguel de Sousa Tavares (MST) no seu romance “Equador”.
          Com efeito, nesse texto é apresentada uma extensa relação de parcelas dessa obra (por vezes parágrafos inteiros) que coincidem (ou são muito semelhantes) a outras escritas no livro “Freedom at Midnight” de Dominique Lapierre e Larry Collins.
          Li o “Equador” há cerca de um ano e meio e gostei, apesar de reconhecer que o Português está pouco cuidado e longe de poder figurar como modelo literário. Mas a história prende o leitor e está muito bem contada, a meu ver. Por isso, estranhei o conteúdo do texto do Blog acima mencionado. Não me fazia sentido que o autor tivesse a necessidade de recorrer a tal procedimento.
          Porém, antes de formar uma opinião sobre o assunto, fui consultar a obra alegadamente plagiada, o que me foi fácil dado que, em tempos, adquiri uma edição brasileira cujo título é “Esta Noite a Liberdade”.
          Não é meu hábito fazer juízos de valor, embora estivesse no meu direito. E as prometidas pauladas do MST não me demoveriam de o fazer. Pretendo apenas esclarecer que as informações prestadas nesse texto da Internet estão totalmente correctas. Como diria Camões, “Vi com os meus olhos claramente visto”.
 

 



publicado por Fernando Vouga às 20:47
link do post | comentar | favorito
|

12 comentários:
De Dulce a 11 de Novembro de 2006 às 01:23
Acredito em si, mas a frase que me surge ao pensamento é "NEM POSSO CRER!"


De Mauro Maia a 11 de Novembro de 2006 às 21:41
Não há santos sem pé de barro... O que dizer então dos Homens...


De antonio.trancoso@netmadeira.com a 11 de Novembro de 2006 às 22:04
De ilusão em ilusão...até à desilusão final.
Na realidade, são estes "revolucionários", acérrimos críticos de tudo o que mal está bem como de todos os seus responsáveis, que, sob essa capa, escondem a sua verdadeira natureza.
Dizem-se, convenientemente, de Esquerda, mas, muito mais convenientemente, em proveito próprio, actuam segundo as leis do inescrupuloso lúmpen.
Um desonesto plagiador, a partir daí, nunca mais poderá assumir-se naquela área política. Será benvindo noutras bandas onde a recompensa (dependente do grau de descaramento) poderá ser a atribuição de uma Pasta Ministerial...


De Fernando Vouga a 12 de Novembro de 2006 às 23:26
É mesmo muito estranho que o blog a que me refiro (http://freedomtocopy.blogspot.com/) tenha deixado de "funcionar". Aparentemente alguém teve poder para, quiçá democraticamente, o calar...
Preocupante!


De traumilla bimbi a 11 de Novembro de 2006 às 23:31
Parece que está na moda, ser plagiador. E a verdade é que toda a gente diz que é uma vergonha, mas os pseudo-autores continuam a ser figuras púlbicas e ficam praticamente impunes, após sacudirem a água do capote.


De Fernando Vouga a 12 de Novembro de 2006 às 23:31
Nunca gostei do estilo "senhor-sabe-tudo-professor-de-moral" do MST. E, mais uma vez, se confirma aquilo que penso dos moralistas: quem anda a pregar moral é porque quer esconder algo a seu respeito...


De António Viriato a 13 de Novembro de 2006 às 00:35
Meu Caro Amigo,

Também soube deste estranho caso. Apesar de ter lido há muitos anos essa obra, em tradução portuguesa, não a tenho agora aqui comigo. Mas, naturalmente, confio na sua comprovação.

Estimo MSTavares como jornalista, aprecio a sua atitude muitas vezes frontal, ainda que nem sempre isenta de crítica, condição a que ninguém pode esquivar-se por maior soma virtudes que reúna em si.

Não consigo perceber a situação. Em coincidências, é difícil acreditar. Então o que terá acontecido ? MSTavares não é um novato, em busca de fama, embora não seja na literatura o que é no jornalismo, pelo menos por enquanto.

Como se explicará então este intrigante caso ?Aguardemos ainda a sua evolução.

Um abraço.


De Fernando Vouga a 13 de Novembro de 2006 às 13:09
Caro António Viriato.

Acontece que, embora reconheça a frontalidade do MST, já o apanhei várias vezes a atacar impiedosamente pessoas, países e organizações sem conhecimento de causa, limtando-se a veicular a versão corrente sobre o assunto.
Adiante.
De facto, tudo é muito estranho. Os trechos em questão não são minimamente relevantes para a estória. São meros enfeites que, eliminados, não fariam grande falta. Quanto a mim, bastaria fazer uma referência genérica, se bem que colorida, das extravagências dos marajás indianos. Era escusado entrar em tantos pormenores ao ponto de copiar nomes e locais.
Caso MST os tenha lido em inglês, ser-lhe-ia mais fácil escrever o que lhe interessasse com as suas próprias palavras, do que as traduzir.
Se o meu amigo quiser, posso mandar-lhe por E-Mail o texto retirado do blog "inacessível"


De tron a 14 de Novembro de 2006 às 01:05
tudo é possivel no mundo


De Luís Alves de Fraga a 15 de Novembro de 2006 às 23:55
Tenho a minha opinião formada quanto a pessoa Miguel Sousa Tavares que inclui, naturalmente, o jornalista e o escritor. Não vou aqui discuti-la. Contudo, gostaria de chamar a atenção dos mais interessados para o facto de no último número do maior (ou mesmo único) jornal de grande tiragem dedicado à cultura, em especial, portuguesa o Prof. Eugénio Lisboa, envolvendo a fotografia de MST , dissertar sobre plágio e influências sem as separar claramente, como convém ao mestre e crítico de literatura que ele é. No fim, quase defende que plagiar é próprio dos grandes artistas quando o fazem em proveito do génio que possuem!
Estamos num país de compadrios em que até os mais cotados intelectuais se deixam apanhar pela rede dos favores pessoais, por isso, nada me espanta.
É fartar vilanagem!!!


De Luís Alves de Fraga a 16 de Novembro de 2006 às 00:04
Em tempo:
O jornal referido é o JL .
Eça de Queirós plagiou descaradamente... Mas é o grande Eça! Claro que domina com grande agilidade a língua nacional, contudo do Mestre Aquilino Ribeiro - tão grande ou maior na mestria do uso da palavra escrita - nunca constou que tivesse cometido plágio! Modas!
Quanto ao desaparecimento do site (blog) não se espante, meu Amigo. Os poderes do Poder Político têm uma longa mão que chega onde se não imagina... Disso eu sei!


De eu a 20 de Novembro de 2006 às 11:06
http://freedomtocopy.blogspot.com/
Funciona.
Cuidado porque o "y" está a ser transformado em "t" (ver na barra de "adress".


Comentar post

gse_multipart60608.jpg Tomates.jpg Santana Lamego
pesquisar
 
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Notas recentes

Pensamento do dia

Dúvidas

Quando fala a ignorância....

Não será com mel que se a...

A nega de Temer

Lamego Monumental

A arte de distorcer

Uma questão de padrinho

Ele há cada alarve!

Culinária Gourmet

Favoritos

Deixem os amigos em paz

Para onde vais, América?

Arquivos
Tags

todas as tags

Blogs amigos
Mais sobre mim
GALERIA FOTOGRÁFICA
Xangai
Nepal
Brasil
Praga
Visitas
free web counter
blogs SAPO
subscrever feeds