CONTRA OS ABUSOS DO PODER VENHAM DONDE VIEREM
Segunda-feira, 5 de Fevereiro de 2007
Pauta com filhos...

   

Nos meus tempos de estudante circulava pelos meios académicos uma história curiosa, na qual um aluno reclamou da nota que obtivera num exame.
Tendo falado com o professor, este prometeu-lhe rever a prova, tendo até acrescentado que, em boa verdade, não estava à espera de uma nota tão baixa. Alguém que durante todo o ano tivera boas notas, por mais azar que tivesse, nunca faria um exame tão desastrado.
No dia seguinte o professor chamou o aluno e esclareceu-o que, afinal, a nota era dezasseis e não seis. Tudo porque na secretaria se enganaram ao passar a nota no papel. Pediu desculpas pelo sucedido e, a finalizar a conversa, concluiu:
— Assim, poder-se-á dizer, com toda a propriedade, que a sua nota era filha da pauta!


publicado por Fernando Vouga às 20:09
link do post | comentar | favorito
|

9 comentários:
De traumilla bimbi a 5 de Fevereiro de 2007 às 22:15
Que professor brincalhão... e maroto!


De Fernando Vouga a 6 de Fevereiro de 2007 às 16:31
Olá Traumilla

Obrigado pelo comentário. Espero que esta estória lhe sirva de incentivo para o trabalho...


De antonio.trancoso@netmadeira.com a 6 de Fevereiro de 2007 às 12:38
Meu Caro Fernando Vouga
Creia que hesitei fazer este comentário, mas... a par desta sua "estória" com um final humorístico, feliz e decente, uma outra, que o meu Amigo, recentemente, veio a conhecer, se lhe contrapõe, eivada de deliberada maldade... infeliz e indecente.
Nos nossos dias,sei, por experiência própria, que, são os próprios professores a responsabilisar-se e a proceder, presencialmente, ao lançamento, tanto nas pautas como nos cadastros individuais (ensino recorrente), das classificações dos seus alunos. Deste modo, os eventuais erros, de uma Secretaria burocrato-laxista, estão, naturalmente, acautelados.
Porém, que dizer da premeditada violação dos Processos Escolares, de quatro finalistas da Academia Militar, deste nosso País ( excluídos, por espúria "medida exemplar", sem o regulamentar direito de audição e defesa), espoliando-os das públicas classificações que, a cerca de um mês do final dos respectivos cursos, tornavam irreversível o SEU bom aproveitamento académico?!!!
E, embora, tudo isto se tivesse passado, ao tempo, sob a arbitrária batuta de um "comandante", fidelíssimo membro da Brigada do Reumático, até hoje, a requerida legítima correcção desse crime, repousa no silêncio e na covarde "incapacidade" de quem tinha, e tem, o dever de fazer Justiça.
Meu Caro:
No primeiro caso, o lapso gerado é Fiho da Pauta; no segundo, é Filho... de quem?!!!


De Fernando Vouga a 6 de Fevereiro de 2007 às 15:51
Caro António Trancoso

Infelizmente esta pequena anedota não é a regra. É a excepção.
Quem estudou durante muitos anos, como nós, foi fatalmente vítima de injustiças. Factores conjunturais, incompetência de docentes, dificuldades em dar o braço a torcer, favoritismos, erros de auréola, e muitos mais, levam o sistema a cometer erros.
De qualquer forma, aquilo que lhe fizeram na AM toca as raias da imbecilidade gratuita dos tiranetes que, reptilmente submissos aos seus superiores, satisfazem o seu ego em demonstrações de poder para impressionar os subordinados.


De ajoaosoares@gmail.com a 8 de Fevereiro de 2007 às 17:10
Os filhos da pauta são um caso de gente séria, em liberdade, descomprometida e seguidora de valores de consciência.
O caso da AM passa-se num ambiente em que se idolatra a «panache», a aparência, a continência, o bater de tacões, o «yes sir» em português. Confessar um erro pode ocasionar um processo disciplinar sempre indesejado. O homem é fruto dos seus genes e dos condicionamentos ambientais e circunstanciais.
Há casos muito elucidativos como o do ex CEMGFA.
Abraços
A. João Soares


De Trequita a 9 de Fevereiro de 2007 às 00:19
por acaso aconteceu-me algo parecido numa frequência de Botânica há +- uns 9 anos atrás!
Fiz a frequência e deixei uma colega copiar... uns dias mais tarde saíram as notas... ela tinha 18 e eu 8! fui ter com o professor e disse-lhe que me tinha corrido muito bem e que não estava nada à espera de um 8! O professor reviu a frequência e eu tive o meu merecido 18.


De mariavaladas a 9 de Fevereiro de 2007 às 01:00
.)
Obrigada pela visita e pelo comentário :))

Também sinto um certo prazer ao ler o que escreve!
Este último post...fez-me sorrir ao recordar os meus tempos de estudante :))

Tive um professor de História em que " corria" tudo
com a mesma " nota".... aconteceu, tantas e tantas vezes...textes iguais e com resultados diferentes!

:) Bom fim de semana.
Maria



De Bisbilhoteira a 9 de Fevereiro de 2007 às 03:50
Prezado Fernando,
Obrigada por sua visita e seu comentário.
Como você comentou no texto abaixo do atual, tomei a liberdade de fazer uma chamada nos comentários do texto atual para seu comentário feito no texto anterior (confuso?).
Provavelmente você leu minhas palavras dirigidas aos visitantes que não comentam. Resolvi retirá-las, retirei; soaram-me um pouco grosseiras, não achou? Melhor deixar os visitantes virem e irem em paz.
Ótima sua história! Pensei em fazer uma associação da lista em "pauta" com minha mensagem aos visitantes... Não iria dar certo...
Mais uma vez, grata por sua visita e por seu PRECIOSÍSSIMO comentário.
Vejo que temos um amigo comum: António, do
"Alma Lusísada".
Atenciosamente,
Ilmara (a Bisbilhoteira).


De tron a 9 de Fevereiro de 2007 às 22:16
Mas temos muitos filhos da pauta em S. Bento e não é com sentido de pauta que digo


Comentar post

gse_multipart60608.jpg Tomates.jpg Santana Lamego
pesquisar
 
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Notas recentes

Dúvidas

Quando fala a ignorância....

Não será com mel que se a...

A nega de Temer

Lamego Monumental

A arte de distorcer

Uma questão de padrinho

Ele há cada alarve!

Culinária Gourmet

Convite

Favoritos

Deixem os amigos em paz

Para onde vais, América?

Arquivos
Tags

todas as tags

Blogs amigos
Mais sobre mim
GALERIA FOTOGRÁFICA
Xangai
Nepal
Brasil
Praga
Visitas
free web counter
blogs SAPO
subscrever feeds