CONTRA OS ABUSOS DO PODER VENHAM DONDE VIEREM
Sexta-feira, 6 de Julho de 2007
Madeirices

 

            Há muito que este título não aparece no “deprofundis”. A razão é simples: viveu-se aqui na Madeira um período aparentemente agitado que culminou numas eleições que, como de costume, deixaram tudo na mesma. Pelo que não me senti motivado a fazer comentários, já que sabia de antemão os resultados.
            Normalmente os dedos no teclado levam-me a tecer críticas menos abonatórias ao poder vigente. Mas hoje passa-se o contrário. Não que eu tivesse feito uma rotação de cento e oitenta graus nas minhas convicções. Mas por mero dever de isenção. Ou talvez ainda por solidariedade com o Presidente do Governo Regional. Desta vez, concordo com ele.
           É que eu também estou farto de tanta gabarolice por parte do senhor... “engenheiro”.
 
 
 
Notícia do DN- Madeira de 3 de Julho de 2007


publicado por Fernando Vouga às 00:02
link do post | comentar | favorito
|

10 comentários:
De A. João Soares a 6 de Julho de 2007 às 09:38
Muito bem. O seu a seu dono. A vitória não foi difícil dada a falta de convicção dos opositores. Há muita garganta por este País.
Abraço


De Mauro Maia a 8 de Julho de 2007 às 01:20
E aqui temos nós quasi-engenheiros que serão escrivães de quasi-União Europeia. A César o que é de César, a burocracia ao escrivão. Está de acordo, até porque é mais uma cisa que sempre pode ser enviada por fax, durante o mês de Agosto, ficando a fama sem se ter o trabalho...


De Luís Alves de Fraga a 8 de Julho de 2007 às 08:23
Meu Caro Amigo,
Antes do comentário, uma estória verdadeira. Aí vai ela.

Conta-se que a madame Óscar Fragoso Carmona, antes de o ser havia desempenhado, oficialmente, as funções de lavadeira do general quando ele era major, tcoronel e, parece, coronel. Mulher do Povo nascida, assim morreu, com um pouco mais de verniz, mas pouco.
Ora, uma vez, no palácio de Belém, as senhoras, da pequena corte que rodeavam a "primeira dama", no final da 2.ª Guerra Mundial, discutiam, à volta da mesa do chá, as maravilhas da técnica conseguida. Uma espantava-se com o poder dos submarinos, outra com os aviões a jacto, outra com as transmissões de rádio, enfim , cada uma fazia mais alarido do que a anterior até que a madame Carmona se saiu com "uma das suas" e disse: - Pois a mim essas coisas não me espantam... o que ainda não consegui compreender é como é que metem o berlinde na garrafa do pirolito!
Recordam-se os jovens da nossa idade do que são pirolitos e do respectivo berlinde!
Pois perante o seu post eu estou como a madame Carmona... A mim o que me causa confusão é a vestimenta do Alberto João na primeira fotografia que publica, porque se é a de doutor honoris causa em alguma Universidade deste mundo só pode ser na dos Aldrabões e Pantomineiros... que às vezes (mas só às vezes) dizem uma verdade, para confirmar a regra.
Um abraço


De Fernando Vouga a 8 de Julho de 2007 às 21:27
Meu caro Fraga

A resposta à questão da antiga primeira dama é simples: pega-se numa bola de vidro e coloca-se-lhe uma garrafa por fora. É uma técnica usada no fabrico de canhões, na qual se pega num buraco e se lhe coloca ferro à volta.
Sobre a fotografia do líder madeirense, ela foi retirada do "site" oficial do senhor. Dado o teor da afirmação em causa, achei por bem escolhê-la.
Um doutoramento honoris causa é algo bem diferente de um diploma universitário conseguido no meio de uma trapalhada inconcebível, muito suspeita e nunca vista...


De António José Trancoso a 9 de Julho de 2007 às 01:46
Meu Caro Vouga
Tem toda a razão.
Os critérios de atribuição dos Doutoramentos mantêm-se inalteráveis.
Veja-se o caso do Xanana Gusmão (que agora fica melhor acompanhado).
O painel,no entanto,ficaria mais composto com idêntica homenagem a outras personagens, tais como, José Eduardo dos Santos, Nino Vieira, Hugo Chavez , Fidel de Castro e algum outro que, de momento, me escapa. Ah! o Bush!
E se, a título póstumo, se fizesse justiça, nessa ilustre galeria figurariam relevantes líderes, do Século XX, nomeadamente, do Chile, da Argentina e de muitos outros países da América Latina, da Ásia, de África e da Europa, designadamente, da Alemanha, da Itália, de Espanha, da Roménia,...
Pelo andar da carruagem, qualquer dia haverá uma "Universidade Dependente" que se lembrará de corrigir a História...


De Luís Alves de Fraga a 9 de Julho de 2007 às 08:50
Caro Vouga,
Já percebi a história dos doutores honoris causa: pega-se num aldrabão e põe-se-lhe uma Universidade à volta...
Não está nada mal pensado!


De Fernando Vouga a 9 de Julho de 2007 às 11:07
Caros amigos Fraga e Trancoso

Se calhar estamos todos equivocados e a fazer ataques aleivosos à dignidade de certos títulos académicos. Não será o traje em questão pertencente a uma dessas mui dignas e prestigiadas confrarias de vinhos e petiscos?
Ou será que a diferença não é assim tão grande?


De Luís Alves de Fraga a 11 de Julho de 2007 às 08:54
Caro Vouga,
É capaz de ter toda a razão! É uma "academia" de vinhos e petiscos... Mas a recita é sempre a mesma: põe-se o petisco e o vinho no meio e os aldrabões todos à volta!
Está certo, na mesma!
Um abraço


De Mário Relvas a 17 de Julho de 2007 às 23:35
Alberto João é irreverente, mas ainda ninguém o conseguiu apelidar de corrupto nestas três décadas de governante.
Aí é que bate o ponto, para além da Madeira ser o que é hoje. Para lá do desenvolvimento turístico, saliento a limpeza da cidade.Um local belíssimo que se fosse governada por quem se governa...já era!
Abraço


De Fernando Vouga a 18 de Julho de 2007 às 17:10
Também tem razão, meu caro amigo José Relvas. E aqui na Madeira nem tudo são espinhos. Ou talvez não se sintam tanto como aí, com a desastrada governação que temos.
Já que por aí há quem goste do líder madeirense, talvez não seja má ideia ele dar um salto até Lisboa e proporcionar ao PSD a liderança que há muito não tem...
Matavam-se dois coelhos...


Comentar post

gse_multipart60608.jpg Tomates.jpg Santana Lamego
pesquisar
 
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Notas recentes

Dúvidas

Quando fala a ignorância....

Não será com mel que se a...

A nega de Temer

Lamego Monumental

A arte de distorcer

Uma questão de padrinho

Ele há cada alarve!

Culinária Gourmet

Convite

Favoritos

Deixem os amigos em paz

Para onde vais, América?

Arquivos
Tags

todas as tags

Blogs amigos
Mais sobre mim
GALERIA FOTOGRÁFICA
Xangai
Nepal
Brasil
Praga
Visitas
free web counter
blogs SAPO
subscrever feeds