CONTRA OS ABUSOS DO PODER VENHAM DONDE VIEREM
Domingo, 5 de Agosto de 2007
O Zé da Cave

José Teixeira dos Santos (Zé do Telhado)

 

Bancos, Seguros, PT, EDP, Galp, e outros serviços essenciais para os cidadãos, gabam-se de lucros avantajados e de pagarem ordenados milionários aos seus quadros superiores, à custa do cliente que, na maior parte dos casos, não tem alternativas para poder escolher.
 
Nuno Brederode dos Santos, DN de 5 de Agosto de 2007
 
            Análise lapidar que espelha a situação que se vive hoje em Portugal. E vem a propósito lembrar o espartilho do fisco e de outras desgraças como o mau funcionamento do Ensino, da Cultura, da Justiça e do Serviço Nacional de Saúde, onde quase nada resta em benefício dos mais desfavorecidos. Neste último, chega-se ao exagero de ter de se pagar e, como se tal não fosse suficiente, há que esperar até ao desespero ou morte (a menos que se vá fazer um aborto).
            Funciona assim o nosso (des)Governo, como se fosse uma espécie de Zé do Telhado ao contrário. Em vez de tirar aos ricos para dar aos pobres, como fazia o famoso bandoleiro dos meados do Século XIX, tira aos pobres para dar aos ricos.
            Pelo andar da carruagem, talvez o actual Primeiro-ministro venha a restaurar a Monarquia e coroar-se como El Rei D. José II, o primeiro monarca de uma nova dinastia. E, claro, passará à História com o cognome de “O Zé da Cave”


publicado por Fernando Vouga às 19:15
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De Túlio Hostílio a 6 de Agosto de 2007 às 22:18
e tem tendência para piorar......


De Luís Alves de Fraga a 7 de Agosto de 2007 às 18:29
Caro Vouga,
Desde a fotografia até ao "Zé da Cave" está muito bem apanhada esta ideia!
O pior é que os "ricos" somos nós a quem o Zé da Cave se encarrega de assaltar... Apre! É que estou farto de ser "rico" na perspectiva do senhor Zé!!!!
Vá-nos continuando a brindar com estes apontamento bem "caçados".
Um abraço


De Mauro Maia a 8 de Agosto de 2007 às 12:00
Parece-me faltar um X à data, ou o Zé nem português seria (mouro, caselhano, um desses). Sim, El Rei D. José II: é motivo para gritar bem alto e rir (para não chorar) «O Rei vai nu!»


De Fernando Vouga a 15 de Agosto de 2007 às 00:26
Obrigado Mauro pelo reparo. Já está corrigido o erro, como pode ver.
Um abraço amigo


Comentar post

gse_multipart60608.jpg Tomates.jpg Santana Lamego
pesquisar
 
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Notas recentes

Dúvidas

Quando fala a ignorância....

Não será com mel que se a...

A nega de Temer

Lamego Monumental

A arte de distorcer

Uma questão de padrinho

Ele há cada alarve!

Culinária Gourmet

Convite

Favoritos

Deixem os amigos em paz

Para onde vais, América?

Arquivos
Tags

todas as tags

Blogs amigos
Mais sobre mim
GALERIA FOTOGRÁFICA
Xangai
Nepal
Brasil
Praga
Visitas
free web counter
blogs SAPO
subscrever feeds