CONTRA OS ABUSOS DO PODER VENHAM DONDE VIEREM
Terça-feira, 18 de Março de 2008
Nem tudo corre mal...

...neste país

 

            Na passada quinta-feira, alta noite, o modem que me ligava à Netcabo da Madeira pifou. Por azar, na sexta-feira seguinte, não pude tratar do assunto pelo que, só sábado à tarde é que resolvi fazê-lo.

            Para o efeito, telefonei para o número que consta na factura mensal. Fui dar ao serviço errado, o da facturação, mas a menina que me atendeu, toda amável, indicou-me o número certo. Do outro lado da linha atendeu-me uma voz masculina. Relatei-lhe o meu problema. Respondeu-me que, por ser sábado, não lhe era possível solucionar o meu caso mas que, caso eu pudesse deslocar-me ao seu serviço, me forneceria um modem novo. E que eu lhe levasse o velho. Deu-me ainda a indicação para, à chegada, contactar o porteiro à entrada do parque de estacionamento.

            Chegado ao local, o porteiro recebeu o aparelho avariado e, sem me pedir qualquer identificação, atestado de bom comportamento, daclarações das Finanças a comprovar que nada devo ao fisco, entregou-me uma pequena caixa de cartão com o tal modem. Caixa essa que acabara de lhe ser entregue por um funcionário do serviço.

            Mal cheguei a casa, fiz a instalação do dito aparelho mas não consegui ligação. Fiz novo telefonema e informaram-me que teria que esperar duas horas para acerto de frequências, ou coisa que o valha. Porém, passada meia hora, recebi um telefonema da Net Madeira. Era outro funcionário que, duma forma clara, amável e eficiente me deu as instruções necessárias para estabelecer a ligação sem ter de esperar as tais duas horas. Remédio santo. Para meu júbilo, em escassos minutos, apareceu-me a indicação no ecrã a mensagem a indicar que a ligação à "Área Local" estava estabelecida.

 

            Afinal, neste país, nem tudo funciona mal. Pelo que aproveito para felicitar a Net Madeira pelo profissionalismo demonstrado na resolução de uma avaria. E também os meus agradecimentos.



publicado por Fernando Vouga às 23:09
link do post | comentar | favorito
|

3 comentários:
De Luís Alves de Fraga a 22 de Março de 2008 às 09:32
Será por ser na Madeira onde as possibilidades de identificação são fáceis e as de fuga difíceis?
Um abraço


De A. João Soares a 30 de Março de 2008 às 08:01
Sobre o caso de perseguição ao colega bloguista Luis Alves de Fraga pelas chefias da Força Aérea, em consequência de um post no seu blog Fio do Prumo., informo que o post que sobre este assunto coloquei em Do Miradouro já tem vários comentários de bom nível, esperando mais visitas e comentário que dêem a este caso a importância que merece por ser um sintoma do mal estar que a blogosfera causa aos poderosos da estrutura do Estado que não querem ouvir críticas aos seus erros, erros que prejudicam os utentes dos seus serviços. Os grandes males evitam-se atacando os primeiros sintomas. E parece que está a crescer a intenção de colocar uma rolha na boca de cada português.
Gostava de ver ali um comentário seu, que pode ser igual ao que colocou em Heróis do Mar

Saudações solidárias
A. João Soares



De Fernando Vouga a 30 de Março de 2008 às 19:33
Caro João Soares

Sobre o assunto, tenciono escrever uma nota no meu "Quanto Mais Quente Melhor".
Mas, desde já, acho que não se deve fazer muito alarido. Este pode banalizar todo o esforço no sentido da reposição da dignidade das Forças Armadas FA (que o CEMFA arrastou para o ridículo).
Não podendo como cidadãos ignorar a Lei, os reformados das FA podem ignorar o RDM . Este não é Lei. É apenas um regulamento interno para aplicação interna. Decerto que já sofreu alterações desde que passei à reforma e, mesmo que não tivesse sido alterado, não sou obrigado a recordar-me do que diz.
Penso que este caso nem sequer é um caso e não merece da nossa parte qualquer esforço para lhe dar seguimento.
Com toda a franqueza, eu nem sequer me daria ao trabalho de dar como recebida a nota de culpa. Simplesmente, perante as FA , ignoraria o assunto, sem contudo me coibir de lhe dar publicidade.
Como reformado tenho apenas que respeitar as decisões da Justiça, caso seja confrontado com ela.


Comentar post

gse_multipart60608.jpg Tomates.jpg Santana Lamego
pesquisar
 
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Notas recentes

Dúvidas

Quando fala a ignorância....

Não será com mel que se a...

A nega de Temer

Lamego Monumental

A arte de distorcer

Uma questão de padrinho

Ele há cada alarve!

Culinária Gourmet

Convite

Favoritos

Deixem os amigos em paz

Para onde vais, América?

Arquivos
Tags

todas as tags

Blogs amigos
Mais sobre mim
GALERIA FOTOGRÁFICA
Xangai
Nepal
Brasil
Praga
Visitas
free web counter
blogs SAPO
subscrever feeds