CONTRA OS ABUSOS DO PODER VENHAM DONDE VIEREM
Domingo, 27 de Fevereiro de 2011
Os amigos são para as ocsiões

DN Madeira, 27 de fevereiro de 2011

 

 

Então, caro cidadão Pinto de Sousa, de que é que está à espera?



publicado por Fernando Vouga às 18:20
link do post | comentar | favorito
|

19 comentários:
De Jacaré Tem Dente a 28 de Fevereiro de 2011 às 10:44
Hugo Chaves foi eleito da forma que sabemos e por um corpo eleitoral sem conhecimentos nem mobilização nacional e será lógico que compartilhe as suas opiniões com “gente desta mesma qualidade (…)”.
Os elementos que se parecem, junta-se!
É uma Lei da Física e um provérbio francês: - “qui se ressemble s’assemble!


De Fernando Vouga a 28 de Fevereiro de 2011 às 19:41
Caro amigo

Já agora, aproveito para ilustrar o tema com o adágio em inglês:

"Birds of a feather flock together"


De Jacaré Tem Dente a 28 de Fevereiro de 2011 às 20:55
A América não vê por enquanto qualquer inconveniente nas atitudes, nas relações diplomáticas ou nas palavras de anti-americanismo (snob) proferidas por Hugo Chaves, ao mesmo título que entende que a Líbia também não causa transtorno… ambos têm problemas que não sabem resolver.
Longe de ser um intelectual ou um Homem de Estado, Chaves estabelece relações – com quem pode - numa tentativa de criar um bloco anti-USA, porém, falta-lhe o “ick” final e o chamado “peso do passado” que ele não tem e a falta destes dois elementos não lhe permitem qualquer “pedalada final” para atingir a meta desejada…Chaves nem no mercado comercial da América do Sul tem cabidela!
"Birds of a feather flock together"
Nada (também) mais a propósito, quem é ou foi Kadhafy ou… José Sócrates?
Um abraço do Jacaré.


De Jacaré Tem Dente a 1 de Março de 2011 às 09:20
Para os Russos, o comunismo foi um “fim”, enquanto para os Chineses foi um “meio”!
Curiosamente Vladimir Elitch e Mahó viveram e estudaram em Paris antes de revolucionarem os seus países de origem, ou seja que vieram ao país da liberdade, a França, mas só para ver…
Hitler, aqui a história foi outra e lembremos que o Vaticano contribuiu para a exterminação dos Judeus…daí o pedido de desculpas de João Paulo II ao povo Judeu.
Também me espanta que indivíduos assim conquistem o poder, porém veja Sr. Fernando Vouga, e só a título de exemplo: - José Sócrates = 2 mandatos!
Quem tem culpa?


De Fernando Vouga a 1 de Março de 2011 às 12:22
Caro amigo

Quem tem culpa?

A oposição, obviamente.


De Jacaré Tem Dente a 1 de Março de 2011 às 16:40
…bem sei, eles trabalham uns para os outros, como Na Queda do Falcão Negro, "uns pelos outros" !
Tudo é orquestrado e confirmo uma vez mais aquilo que sempre pensei: - As democracias não funcionam.
Porque é que o seu voto, ou o voto de um magistrado deverá ter o mesmo valor do voto de um camponês ou de um ignorante?
Não, a democracia não pode funcionar com gente sem preparação e as oposições aproveitam-se da nulidade do “Zé”.
Um abraço.


De Polo Simples a 3 de Março de 2011 às 11:27
Só a título de exemplo:
- Não são só as "oposições que se aproveitam da nulidade do "Zé".
As Industrias Emblemáticas Portuguesas perderam a sua força, após a revolução dos cravos !
A construção naval...desapareceu e limitamo-nos a construir barcos de pesca e ainda expostos à concorrência cerrada da vizinha Espanha.
O têxteis...ficou-nos um dos últimos Riba d’Ave que se vai aguentando com umas quantas fabriquetas.
O calçado, os chapéus, o couro, a agricultura, a pecuária, etc..., os ourives do Norte, a cortiça do Alentejo, enfim, a lista é confortavel e o que é facto é que todos os emblemas de Portugal deram de si e deram também a sua posição a novas industrias, nas quais não conseguimos passar de meros brincalhões...é o costume; o canto do galo:
- Kókórókó e...com os pés na caca!
Ou tornamo-nos num pais de atrasados mentais ou ignoramos que fazemos parte da Europa e que o combate é cerrado.
Porém, é facto que nem tudo é tão escuro como aqui o apresento, podem crer.
Temos ainda uma grande industria e que se porta muitíssimo bem, com perca de qualidade na apresentação dos seu produtos, é certo, também com muita falta de imaginação na comercialização, é uma verdade, mas...mas com grande produção a nível da receita e com fortes esperanças no futuro.
Fátima!
E porquê?
Porque em Fátima “eles” sabem estabelecer um grau de relação com a sua clientela, que nem todos os homens de negócios sabem manter, e isto não é para todos; é só para quem sabe.
Trata-se dessa enorme engrenagem, que é Fátima e que vende a estupidez mais cara que o ouro, apresentando sempre, mas sempre a garantia da frescura do seu produto.
Sim, porque não esqueçamos que a estupidez é um produto com forte procura nos tempos que correm.
A estupidez não se estraga, mantém a sua frescura desde que se saiba condicionar em embalagem adaptada e sobretudo tem sempre saída porque não há mudança na apresentação do produto; o que não é o caso da SEAT, da VW ou da Mercedes Benz...pois os modelos de ontem, nada têm que ver com os modelos de hoje...a estupidez, não...a de ontem é igual à de hoje e refina-se com o tempo, bonifica-se com a idade!
O reactivo que alimenta este reactor é a “fé” e se for uma fé científica, inteligente, comedida...o reactor da estupidez não funciona; tem que ser uma fé cega e sem descoberta, própria de iluminado e dogmática...sem explicação.
Longos dias têm ainda diante deles, os vendedores de fé e as perspectivas de sucesso são múltiplas.
Poderemos considerar que hoje, 37 anos após a revolução dos cravos, a única industria emblemática que resiste ainda em Portugal; é Fátima.
Hugo Chaves ainda sabe vender a estupideez, Kadhafy perdeu o seu mercado e Sócrates agarra-se à beirada do funil para não ser engarrafado.
Se eles souberem copiar as formas de comunicação da igreja, ganham sem problema!
Um abraço.
Polo Simples-


De Fernando Vouga a 3 de Março de 2011 às 22:23
Caro amigo

Gostei das conclusões. Penso que não andarão muito longe da verdade.


De Pica-Miolos II a 4 de Março de 2011 às 00:18
Senhor Polo Simples
Bravo!!!
Quem fala assim, não é gago!
Julgava eu ser o "picador" oficial.
Dou-me por vencido e ultrapassado. Desse modo, desportivamente, endereço-lhe os meus cordiais parabéns.


De Polo Simples a 4 de Março de 2011 às 20:25
Agradeço a simpática observação que me oferece e prometo continuar sem 100 estibeiras, batendo sempre em polos simples e com uma robusta dentição de jacaré.
Um abraço.


De Jacaré Tem Dente a 2 de Março de 2011 às 14:56
Entre a "oposição que a muito pouco se opõe e os "magistrados" que nada magistram, uns e outros estão neste momento PREOCUPADOS e também bastante "pré-ocupados"...!
Um abraço deste Jacaré.


De 100 Estribeiras a 1 de Março de 2011 às 17:12
http://www.jornalfraternizar.pt.vu/

Digam só se não está tudo bem ?


De Fernando Vouga a 1 de Março de 2011 às 21:54
Caro amigo

Não consegui aceder ao "site" mas fiquei curioso.
Poderá dar-me uma ajuda?


De 100 Estribeiras a 2 de Março de 2011 às 09:24
Caro Sr. Fernando Vouga.
O "link" funciona sem problema.
Passando para a barra de endereços, seleccionei e funcionou.
Espero que consiga.
Trata-se só da publicação do Jornal Fratermizar cujo director e proprietário é Mário de Oliveira, o padre contestatário e posto a andar da igreja nos anos 60.
Tem artigos giros e de certa contestação que me parecem justos.
Um abraço.
100


De Fernando Vouga a 2 de Março de 2011 às 17:28
Caro amigo

Obrigado pela ajuda. Foi o que fiz ontem, mas o browsser não dava seguimento. Hoje já funcionou bem. Como vê, não é só no Ministério da Administração Interna que os computadores fazem asneira (coitadinho do ministro que não tem culpa nenhuma...).


De Corta a Direito a 8 de Março de 2011 às 17:43
E parece que por trás deste apoio estava o Lula. Quanto a AJJ que recebeu Chavez com grande entusiasmo como que a "passar-lhe a mão pelo pêlo", em matéria de apoios, nada consta. Se calhar, já não o conhece !


De Fernando Vouga a 8 de Março de 2011 às 18:33
Caro amigo

Parece que as coisas na Líbia estão a andar para trás. O ditador é capaz de voltar a impor a sua lei. Sendo assim, os que agora viraram a casaca ou andam a disfarçar para ver onde param as modas, ainda vão dizer que sempre apoiaram incondicionalmente o famigerado.


De Anónimo a 11 de Março de 2011 às 10:28
Virar a casaca é sempre complicado. Veja-se o que aconteceu recentemente com o Presidente Francês Nicholas Sarkozy que, aquando dos problemas na Tunísia, foi criticado no seu país por ter levado demasiado tempo a tomar uma posição (não podemos esquecer que a Tunísia era uma colónia francesa). Para tentar corrigir a imagem de lentidão na reacção, agora no caso da Líbia, reagiu demasiadamente cedo tendo também sido criticado por isso. Conclusão é de grande importância saber escolher o dia em que se vai ao alfaiate...


De Fernando Vouga a 11 de Março de 2011 às 12:15
Caro anónimo

Concordo plenamente. Como disse numa das minha notas, é sempre perigoso fazer contratos com o diabo.


Comentar post

gse_multipart60608.jpg Tomates.jpg Santana Lamego
pesquisar
 
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Notas recentes

Pensamento do dia

Dúvidas

Quando fala a ignorância....

Não será com mel que se a...

A nega de Temer

Lamego Monumental

A arte de distorcer

Uma questão de padrinho

Ele há cada alarve!

Culinária Gourmet

Favoritos

Deixem os amigos em paz

Para onde vais, América?

Arquivos
Tags

todas as tags

Blogs amigos
Mais sobre mim
GALERIA FOTOGRÁFICA
Xangai
Nepal
Brasil
Praga
Visitas
free web counter
blogs SAPO
subscrever feeds