CONTRA OS ABUSOS DO PODER VENHAM DONDE VIEREM
Sábado, 8 de Julho de 2017
Quando fala a ignorância...

at_ae3t_5ey.jpg      A moda de bater no ceguinho, leia-se no Exército, chegou à Madeira. 

      Nos tempos finais da guerra colonial, um Batalhão (cerca de 600 homens) só tinha um médico. Como as Companhias (cerca de 150 homens cada) estavam aquarteladas a dezenas de quilómetros da sede, havia um programa de visitas regulares, que eram complementadas por deslocações do médico, de viatura, avião ou helicóptero, em caso de emergência.

      Note-se que, nessa guerra, as tropas não estavam em "semana de campo" mas em operações reais, com munições reais, granadas reais, etc., numa comissão que durava dois anos. Por outro lado, ao contrário do que acontece aqui na Região, as áreas onde operavam não dispunham, nem longe nem perto, de pessoal civil e de instatalações que superassem a eventual falta de médicos e enfermeiros militares. Ao invés, para lá de servir os militares, o médico do Batalhão prestava assistência às populações locais, pelo que era vulgar, em dia de "S. Médico", formarem-se à frente do posto de socorros longas filas de africanos.

      Poder-se-á dizer que o esquema montado não seria o ideal mas funcionava, já que os casos graves eram alvo de evacuação para o hospital, quase sempre de aeronave.

      Parece assim ridícua e desprestigiante esta notícia veiculada pelo DN-Madeira em primeira página. Os militares participantes nestes exercícios não correram qualquer perigo de lhes faltar assistência médica em tempo oportuno.



publicado por Fernando Vouga às 10:13
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De Jorge Figueira a 8 de Julho de 2017 às 18:36
Assim se enche papel, parecendo informar quem lê.


De Fernando Vouga a 9 de Julho de 2017 às 17:09
Uma não notícia em primeira página é obra!
Ou será resultado da física quântica?


Comentar post

gse_multipart60608.jpg Tomates.jpg Santana Lamego
pesquisar
 
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Notas recentes

Dúvidas

Quando fala a ignorância....

Não será com mel que se a...

A nega de Temer

Lamego Monumental

A arte de distorcer

Uma questão de padrinho

Ele há cada alarve!

Culinária Gourmet

Convite

Favoritos

Deixem os amigos em paz

Para onde vais, América?

Arquivos
Tags

todas as tags

Blogs amigos
Mais sobre mim
GALERIA FOTOGRÁFICA
Xangai
Nepal
Brasil
Praga
Visitas
free web counter
blogs SAPO
subscrever feeds