CONTRA OS ABUSOS DO PODER VENHAM DONDE VIEREM
Terça-feira, 30 de Janeiro de 2018
Fausto Guedes Teixeira, um poeta lamecense

IMG_266.jpg

 

AMAR OU ODIAR

 

Amar ou odiar: ou tudo ou nada!

O meio termo é que não pode ser

A alma tem d’estar sobressaltada
P’ra o nosso barro se sentir viver.


Não é uma cruz a que não for pesada,

Metade dum prazer não é um prazer;

E quem quiser a alma sossegada

Fuja do mundo e deixe-se morrer.


Vive-se tanto mais quanto se sente;

Todo o valor está no que sofremos…

Que nenhum homem seja indiferente!


Amemos muito, como odiamos já:

A verdade está sempre nos extremos,

Porque é no sentimento que ela está.



publicado por Fernando Vouga às 20:14
link do post | comentar | favorito

gse_multipart60608.jpg Tomates.jpg Santana Lamego
pesquisar
 
Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Notas recentes

Um país de pacóvios

Para quem gosta de ler

Dicionário de política

O regresso do filho pródi...

Gastronomia

As maravilhas do Face

Mau Português

O dedo na ferida

O porquê das coisas

O saber não ocupa lugar.....

Favoritos

O dedo na ferida

Deixem os amigos em paz

Para onde vais, América?

Arquivos
Tags

todas as tags

Blogs amigos
Mais sobre mim
GALERIA FOTOGRÁFICA
Xangai
Nepal
Brasil
Praga
Visitas
free web counter
blogs SAPO
subscrever feeds